Um dia de tênis de mesa na Fundação CASA de Franco da Rocha

Link sobre esportes no site da Fundação CASA

Quando recebi o convite para dar uma palestra de tênis de mesa na Fundação CASA de Franco da Rocha, a maior ansiedade foi com a minha apresentação. Meu marido, Fernando, que também aceitou esse desafio, deixou em minhas mãos essa tarefa.
Ontem, dia 26, estava uma pilha de nervos. Minha inquietude era saber se aqueles 84 internos teriam interesse mesmo em saber mais sobre tênis de mesa.

 

Dia D
Ida: 1h10 até chegar ao local. Ao chegar, quis saber tudo sobre o dia a dia de Karin, professora de educação física que nos convidou a participar da palestra na Unidade de Internação 25 Rio Negro, unidade da Fundação CASA em Franco da Rocha.
A entrada dos meninos para o espaço de tênis de mesa parecia cena de um filme. Em filas, eles entravam em pequenos grupos. Todos eles de cabeça raspada e uniforme (blusa, bermuda/calça e chinelo azul).
Juntos com diversos professores e coordenadores, os cerca de 84 meninos surpreenderam nossas expectativas. Iniciamos nossa palestra, que aconteceu com muito respeito e carinho por parte de todos.
A interação com eles ocorreu no desafio do saques. Não dava para acreditar na fila para pegar o saques do Fernando. Premiamos quem conseguisse pegar 2 de 5 saques com brindes da Butterfly.
Comentei sobre minha experiência de morar dois meses na China e três meses no Japão, logo no início da palestra. Ao término do encontro, uns 4 meninos vieram: “Senhora, você fala muitas línguas? Quais? Fala chinês? Fala uma palavra para a gente? E japonês?”. Custei a lembrar de uma palavra em japonês. Só veio “itadakimasu” (expressão utilizada antes das refeições e demonstra gratidão). Em chinês, disse “ni hao ma” (tudo bem?). Depois, um outro menino sozinho me pegou de surpresa. “Senhora, me diz algo em japonês”. Respondi: “Anata wa kirei desu” (deixo essa frase para vocês pesquisarem).rs
No final, algo inusitado: uma foto em conjunto com os internos na quadra e a diretora Oscarina Moreira Rodrigues. E depois vários vieram agradecer com um aperto de mão pela palestra.

 

Balanço
Ao sair da Fundação CASA de Franco da Rocha, eu e meu marido estávamos com um grande sorriso no rosto. Da minha parte, posso dizer que essa experiência me deixou uma pessoa mais humana.

 

*É proibido entrar com celular ou máquina fotográfica no local. Por isso, aguardo as fotos e depois posto por aqui.
This entry was posted in Fundação CASA de Franco da Rocha, Tênis de mesa and tagged , , , , , by Kelly Nagaoka. Bookmark the permalink.

About Kelly Nagaoka

Kelly Nagaoka é uma jornalista brasileira e ex-mesa-tenista, que jogou pela seleção brasileira de 1993 a 2000. Também é uma das organizadoras do livro “Tênis de Mesa – Teoria e Prática”. Foi atleta da ADR Itaim Keiko, de 1986 a 1998, conquistando vários títulos importantes, como bicampeã sul-americana infantil e juvenil, campeã do Abertos dos Unidos (categoria até 16 anos), campeã latino-americana nikkei, entre outros títulos. Com 14 anos, permaneceu por 3 meses na Butterfly do Japão, em Tóquio. Dois anos depois, treinou durante dois meses em Xangai, na China. Em 1997, conseguiu a vaga para o Mundial Adulto de Tênis de Mesa, em Manchester, na Inglaterra. Em 2006, recebeu o convite de Cristina Iizuka e Welber Marinovic para organizar o livro de tênis de mesa, pela Phorte Editora. No total, são 13 autores, entre eles, o jogador e técnico Reinaldo Hideo Yamamoto, o técnico Wei Jianren, o preparador físico Renato Tenguan, entre outros. Ela também é organizadora do livro “Em Sintonia com a Vida” (Editora Zennex), de Joana Okoshi, lançado em 12 de dezembro de 2009, na livraria da Vila Lorena. Os textos da autora foram publicados no Jornal Nippo-Brasil, veículo que colaborou por quase dez anos. Kelly trabalhou por cerca de 5 anos no Jornal Nippo-Brasil. Era uma das responsáveis pelo site Nippo-Jovem. Em junho de 2009, assumiu o cargo de editora-chefe da revista Zero, publicação mensal feminina voltada para corpo, beleza, dieta e fitness, da editora Símbolo. Um ano depois, trabalhou como editora-chefe da Revista Vitta. Hoje, trabalha com estratégias, produção e gestão de conteúdo em mídias sociais. Já atendeu diversos clientes, como Grupo Shibata, Iris Massas, Edson Fujita - Coaching e Consultoria, Moinho Restaurante, Lineu Bravo Luthier, Ciate, Ateliê Sandra Huang, Lascivité, Bunkyo, entre outros.

8 thoughts on “Um dia de tênis de mesa na Fundação CASA de Franco da Rocha

  1. Kelly, emocionante, uma bela experiência. A maioria das vezes somos preconceituosas e esquecemos que todos merecem uma chance para ser melhor… e sem uma oportunidade eles nunca conseguirão mudar a rota. Se 1 entre esses 84 internos olhar o futuro de forma diferente, com mais esperança no coração, já é uma grande vitória….
    Beijos e parabéns!

    • Querida Tania, muito obrigada pelas belas palavras de incentivo!!!! Foi um dia bonito que não sairá mais da minha memória! A professora Karin disse que o pessoal elogiou e gostou muito e que na manhã seguinte alguns estavam tentando imitar
      umas técnicas.rs Isso me deixou muito feliz ! Cumprimos nosso papel de divulgar o tênis de mesa de uma maneira bacana!! bjs

  2. Pingback: Tênis de mesa em alta: Atleta faz palestra no CASA Rio Negro | Alma Nipo-Brasileira por Kelly Nagaoka

  3. Pingback: Um dia emocionante de voluntária e a paixão nikkei | Kelly Nagaoka

  4. Pingback: Torneio Estadual de Tênis de Mesa da Fundação Casa | Kelly Nagaoka

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>